Central de Atendimento: 4007-2001
Marcação de Consulta - Rede Própria: 0800 840 5505 Dúvidas sobre saúde: 0800 0800 551 SAC: 0800 605 5505 ES | MG | PR | DF | RS | RJ

Notícias - MedSênior

Como manter o autocuidado e a autoestima durante a quarentena?


Com a pandemia do novo coronavírus, a rotina das pessoas acabou sendo impactada. No entanto, com a sobra de tempo e, principalmente, pela maioria das atividades serem em casa, muita gente aproveitou o momento para investir no bem-estar e cuidar de si. Nesse momento, procurar ajuda no intuito de melhorar a qualidade de vida é essencial. Além de ser um passatempo, as rotinas de autocuidado também ajudam na saúde mental durante a quarentena, sendo capaz, inclusive, de melhorar nossa autoestima e a maneira que enxergamos o amor próprio.

Para isso, a MedSênior separou algumas dicas incríveis para você investir na sua saúde física e mental, e entender porque isso é tão importante!

Cuidados com a pele
Ao longo da vida, a nossa pele passa por uma série de transformações. Quando jovens, ela é mais elástica e firme, mas, com o passar do tempo, acaba perdendo volume e deixando de produzir proteínas, como o colágeno.

Essa substância, muito conhecida por fortalecer as fibras que garantem a sustentação dos tecidos do nosso corpo (entre eles, a pele), diminui gradativamente ano após ano. Por isso, investir em cosméticos para dar uma ajudinha a mais, pode fazer com que esses sinais da idade, como as rugas e linhas de expressão, sejam amenizados.

Além disso, você deve cuidar muito bem da hidratação. Afinal, com as alterações hormonais, da rotina e também do ambiente em que vivemos, a pele pode dar os primeiros sintomas de ressecamento. Por isso, beber a quantidade mínima de água, em torno de um litro e meio por dia, já é suficiente para o bom funcionamento do corpo.

Com isso, você evita que a pele sofra com descamações, ressecamentos, coceiras, alergias, e até mesmo o aspecto áspero e textura irregular que são comuns quando a hidratação está em falta.  Hidrate diariamente com cremes ou loções da sua preferência, especialmente após o banho, pois garante uma eficácia maior. 

Mantendo o distanciamento, mas sem se sentir sozinho
Uma das mudanças mais radicais no período da pandemia é a restrição de aglomerações, por menores que elas sejam. Por conta disso, os típicos almoços e jantares de família, além das atividades em grupo (como exercícios físicos) acabam comprometidos. No entanto, manter o isolamento social, prática recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), não significa que você deva estar sozinho.

De acordo com um estudo conduzido pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), o número de diagnósticos de depressão aumentaram 90% no último ano. Somado a isso, os casos de crises de ansiedade e picos de estresse também foram mais relatados. 

Sendo assim, o ideal é que, mesmo de longe, você consiga manter a comunicação com amigos e entes queridos. As plataformas de tecnologia possibilitam as vídeo-chamadas, ligações, além da troca de fotos para que você continue a fazer parte da vida de quem você ama.

Manter a qualidade da saúde mental neste momento é de suma importância para conseguirmos superar e sair dessa crise ainda mais fortes e com muitos aprendizados. Como um dos pilares da autoestima é o autoconhecimento, a meditação pode ajudar a lidar melhor com as emoções e, ainda, permite nos conhecer mais a fundo.

A equipe MedSênior recomenda que, para um primeiro momento, uma boa maneira para praticar a meditação é sentar-se de forma confortável em um lugar calmo e tranquilo, fechar os olhos e se concentrar somente na respiração natural do corpo. A psicóloga Ana Carolina Barbieri Lima ressalta a importância de acompanhar o ar entrando e saindo das narinas e observar todo o movimento da inspiração e expiração.

Descobrindo e aperfeiçoando hobbies
Você se lembra da última vez que praticou ou teve algum hobby? Com a correria do dia a dia, mal conseguimos realizar atividades que proporcionem prazer e que ajudem a aliviar as tensões. Além de serem uma forma de passar o tempo, existem pessoas que até mesmo transformam isso em uma fonte de renda, como confecções artesanais, costura e pintura.

Este momento de isolamento social pode ser uma ótima oportunidade para aprender uma nova habilidade, como fotografia, dança ou desenho. Outra opção é manter em dia as atividades físicas como forma de autocuidado. Na internet, é possível encontrar aulas online e grupos que realizam atividades juntos, ainda que distantes. O importante é tentar encontrar atividades que mais te agradem.

Se você gostou dessas dicas, aproveite para conferir mais formas que a MedSênior tem para te ajudar a passar pela pandemia de maneira segura, saudável, para que você continue a viver seus melhores momentos. Basta clicar aqui para conhecer mais!
foto