Notícias - MedSênior

Veja a importância do fonoaudiólogo e do tratamento fonoaudiológico na Geração+


É muito comum o pensamento de que a função do tratamento fonoaudiológico seja apenas cuidar de problemas de audição. Mas não é. Na prática, os fonoaudiólogos são os responsáveis por trabalhar com os mais diversos aspectos da comunicação humana, incluindo voz, escrita e até deglutição. Por isso, este artigo te mostra mais sobre esses profissionais e a importância deles para a Geração+.
 
No dia 09 de dezembro é comemorado o Dia do Fonoaudiólogo. Profissão importante para a prevenção e tratamento de problemas relacionados à comunicação, eles buscam oferecer ainda atenção integral à saúde dos pacientes. Por isso, geralmente a área de atuação desses profissionais são divididas em 3 tipos, segundo a Fiocruz:
 
  • Acompanhamento fonoaudiológico hospitalar: é reservado ao ambiente do hospital, no qual o profissional busca tratar pacientes hospitalizados;
  • Acompanhamento fonoaudiológico ambulatorial: neste caso, o profissional atua pelo Sistema Público de Saúde, SUS, em busca de identificar os problemas mais comuns dos pacientes daquela região, e propor ações de auxílio e tratamento;
  • Acompanhamento fonoaudiológico institucional: no tratamento fonoaudiológico institucional, o que ocorre é uma atuação voltada para a terceira idade.


Principais causas da ida ao fonoaudiólogo na Geração+

Os motivos mais comuns para o tratamento fonoaudiológico costumam ser problemas de audição, broncoaspiração, e a dificuldade de engolir. Entretanto, outras situações também podem ocasionar uma ida ao fonoaudiólogo. Veja 3 delas:

Cordas vocais fracas

Conforme as fases da vida vão avançando, é comum que ocorra o enfraquecimento dos músculos da laringe, causada pela perda de elasticidade. Com isso, as cordas vocais também são impactadas, ficando mais fracas, o que reflete diretamente na qualidade da voz e da fala. Ainda assim, o tratamento costuma ser fácil, e recuperar novamente a qualidade da voz e da fala.

Envelhecimento da voz

Assim como outras partes do corpo, a voz também se altera conforme a Geração+ se aproxima. Esse envelhecimento vocal pode causar a flacidez muscular e alterar o aspecto natural dela, sendo necessária a intervenção de um fonoaudiólogo.

Dificuldade de engolir

A dificuldade de engolir pode ocorrer tanto por questões de saúde, relacionadas à sequelas de doenças como o derrame, quanto sintoma de doenças mais graves, como os males de Parkinson e Alzheimer.
 
Dessa maneira, a ida ao fonoaudiólogo passa a ser ainda mais importante, já que será por meio dela que o paciente terá um diagnóstico adequado. Por outro lado, também há uma série de benefícios na ida ao fonoaudiólogo ou no início de um tratamento fonoaudiológico.

4 benefícios da fonoaudiologia 

Além do tratamento e prevenção de doenças, a fonoaudiologia traz benefícios também para a qualidade de vida dos pacientes. Confira 4 deles:

Melhora na comunicação

Seguindo as orientações corretas do fonoaudiólogo, o paciente conseguirá ter melhora nos problemas de audição, voz e/ou fala. Além disso, poderá obter ainda resultados positivos na forma como se comunica.

Tratamento fonoaudiológico para doenças degenerativas

Ao longo da vida, pode ocorrer o surgimento de doenças degenerativas, que afetam principalmente itens como a fala e a deglutição. Por isso, o tratamento fonoaudiológico passa a ser imprescindível para o bem estar do paciente.
 
Outro ponto positivo da prática é a reabilitação promovida pelos profissionais em pacientes que sofrem de doenças degenerativas. O tratamento permite que eles voltem a fazer ações que antes estavam prejudicadas, ou até mesmo que tenham progresso na recuperação.

Manutenção da qualidade de vida

Como aponta o Conselho Regional de Fonoaudiologia de São Paulo, Crefono, uma das funções da profissão é a manutenção da qualidade de vida do paciente. Na terceira idade, o aparecimento de problemas na capacidade comunicacional pode gerar problemas de socialização e até a reclusão do portador.
 
Portanto, o tratamento de problemas de audição, voz, fala, entre outros, auxilia tanto na rotina do paciente, quanto na inclusão social dele. 

Reabilitação auditiva

De acordo com a Agência Brasil, até 2019 o país contava com 10,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva. É o que mostra pesquisa do Instituído Locomotiva em parceria com a Semana da Acessibilidade Surda. Ainda de acordo com o estudo, desse total, 57% são de pessoas com 60 anos ou mais.
 
Assim, na Geração+, os problemas de audição costumam ser comuns, o que reforça a necessidade do tratamento fonoaudiológico necessário. Por meio desses dados, é possível entender também a importância dos profissionais de fonoaudiologia para a reabilitação auditiva.

Quando buscar por um fonoaudiólogo?

Ao entrar na terceira idade, é possível que essa dúvida comece a surgir. Contudo, não há um momento certo para buscar pelo auxílio desses profissionais, tão importantes para o bem estar e a qualidade de vida. Em geral, ele pode ocorrer em dois momentos:
 
  • Para a prevenção de possíveis doenças;
  • Para o tratamento ou reabilitação de doenças já existentes.

Também não há uma idade adequada, ficando a cargo do paciente escolher quando se sente à vontade para ir ao fonoaudiólogo. Por sua vez, é sabido que ele é necessário para que a Geração+ possa aproveitar essa fase com mais tranquilidade.
 
Para isso, nada melhor do que um plano de saúde que te acompanhe, principalmente se ele for especializado na Geração+. Conheça o MedSênior!

Acompanhe o nosso blog

No blog da MedSênior você se mantém bem informado. São conteúdos especializados, além de  dicas de saúde, bem estar e mudança de hábitos. Confira nossos posts!

Geração+ informada

foto