Notícias - MedSênior

Conheça mais sobre a relação da terceira idade com a tecnologia


O conceito de terceira idade mudou muito nos últimos tempos, tanto que hoje ele já não se parece mais com o que conhecíamos há alguns anos. Agora, a Geração+ ainda sai, trabalha, se movimenta e tem uma vida social ativa. Para que tudo isso ocorresse, o surgimento de novas tecnologias foi essencial. Entretanto, muitos ainda estão se adaptando a elas. Saiba como vem funcionando essa relação.

De acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, até 2019 o Brasil tinha cerca de 28 milhões de pessoas na terceira idade, o que equivale a 13% da população. A partir desses dados é possível compreender o peso dos avanços das novas tecnologias para essa geração e a importância da alfabetização tecnológica.

A prática, entretanto, tem que vencer algumas barreiras até que a Geração+ de fato consiga aproveitar a tecnologia com tranquilidade. Isso ocorre porque algumas pessoas chegam à terceira idade com dificuldades oftalmológicas, auditivas e até motoras. Além, é claro, de terem que entender o funcionamento de novas tecnologias. 

A alfabetização tecnológica para a terceira idade

Mesmo com as barreiras existentes, é, sim, possível promover a alfabetização tecnológica da Geração+. No entanto, para que eles consigam se adaptar às novas tecnologias, é preciso ter atenção com alguns fatores, como mostra a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Entenda:

O equipamento certo

Antes de começar a alfabetização tecnológica é necessário ter certeza que os equipamentos atendem às necessidades da terceira idade. Para isso, deve-se prestar atenção ao modelo, a acessibilidade que ele oferece e se itens como a velocidade e o modo de uso podem prejudicar o usuário.

Crie uma rotina

Muitas vezes, para que a terceira idade entenda como funcionam os comandos e as novas tecnologias como um todo, é preciso explicação e treino. Por estarem diante de uma novidade ao qual eles, até então, nunca tinham tido contato, é normal que apareçam dificuldades iniciais. 

Para que elas sejam ultrapassadas com tranquilidade, criar uma rotina de uso em conjunto é essencial. Mesmo que aos poucos, é importante exercitar os comandos. Isso permitirá que a terceira idade fixe cada um deles e passe a executá-los com autonomia. Assim, não precisarão mais do auxílio de outras pessoas para fazer uso da tecnologia.

Paciência

Um dos motivos para que muitas pessoas desistam das novas tecnologias e da alfabetização tecnológica é justamente a falta de paciência. Neste caso, a impaciência ocorre tanto por parte delas, quanto de quem se propõe a ajudar. 

Na terceira idade, é perfeitamente compreensível que algumas ações, principalmente novas, levem um tempo. Com isso, ter paciência de explicar, de treinar e concluir processos passa a ser essencial para a alfabetização tecnológica. É essa mesma calma que permitirá ainda o aprendizado de novas tecnologias.

Facilitar o acesso

Como as novas tecnologias ainda são desconhecidas pela terceira idade, a melhor forma de melhorar a alfabetização tecnológica é o fácil acesso. Nesses casos, basta deixar ao alcance da Geração+ aquilo que ela irá precisar para treinar ou utilizar, como tablets, smartphones e computadores.

O mesmo vale para os aplicativos. É importante deixar já baixado e visível todos os apps que eles costumam precisar. Com isso, não será preciso passar por um processo mais longo, indo direto ao uso.

Segurança

Por estar no começo do uso, a pessoa nem sempre entenderá de itens como antivírus ou da importância de se proteger na internet. Portanto, o ideal é instalar softwares de segurança nos equipamentos que ela irá usar. Assim, a terceira idade poderá fazer uso de novas tecnologias sem preocupações. E o melhor, de forma segura.

Benefício das novas tecnologias para a Geração+

O uso de novas tecnologias para a terceira idade traz consigo mudanças positivas. Tendo acesso a uma série de informações, eles conseguem aprender e ter contato, mesmo que virtual, com outras pessoas. Existem outros diversos benefícios que o uso dela gera, confira:

Mais autonomia;
Melhora da comunicação;
Contribuição na saúde mental;
Melhora no humor.

Agora que você já sabe o que fazer para dar início a alfabetização tecnológica da Geração+, é hora de colocar as dicas da MedSênior em prática!

Conheça o blog da MedSênior

No blog da MedSênior você encontra tudo sobre a Geração+. São conteúdos que vão desde saúde e bem-estar à culinária, para você se manter bem informado(a). Confira os posts!

Geração+ informada

+ ​MedSênior realiza teleatendimento médico
+ Passeio pelo mundo sem sair de casa: tour virtual em museus
+ Dicas de cursos online para fazer durante a quarentena
foto