Central de Atendimento: 4007-2001
Marcação de Consulta - Rede Própria: 0800 840 5505 Dúvidas sobre saúde: 0800 0800 551 SAC: 0800 605 5505 ES | MG | PR | DF | RS | RJ

Notícias - MedSênior

Deficiência e envelhecimento saudável: entenda a relação


O processo de envelhecimento nem sempre é um caminho fácil. Muitas pessoas costumam se assustar um pouco com as mudanças apresentadas pelo corpo e a mente, como a perda de tônus muscular, aparecimento de dificuldades para ouvir e, em alguns casos, distúrbios associados à saúde mental. Mas como a jornada até a terceira idade funciona para pessoas com deficiência? Entenda neste conteúdo!

Deficiência x envelhecimento

É comum que, por ser mais prático e viável, muitos idosos fiquem sob os cuidados de filhos e netos. Isso não é diferente no caso de pessoas com deficiências físicas, visuais, auditivas ou mentais, na verdade, é ainda mais comum. Contudo, em alguns casos, faz-se necessário o apoio de um cuidador(a) especializado em pessoas com deficiência idosas.

Em alguns casos, pessoas com deficiência física, por exemplo, necessitam de assistência para usar o banheiro, se locomover e trocar as roupas. Contudo, com os cuidados certos, é possível manter uma vida de qualidade e com muita independência. No entanto, para entender quais são os cuidados mais indicados, é preciso entender a diferença entre as deficiências.

Deficiência: física, mental, visual e auditiva

Embora muitas pessoas não associem bem as diferenças, existem vários tipos de deficiências. Dentre os diferentes tipos, as mais comuns são a deficiência visual, a auditiva, a motora e a mental. Sendo que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), deficiência é uma perda ou anormalidade que está relacionada à função psicológica ou estrutura, fisiológica ou anatômica.

Portanto, uma deficiência se caracteriza como quaisquer déficits funcionais que impactem a vida e independência de uma pessoa. Há ainda mais uma questão a ser considerada: a deficiência pode ser definida como congênita ou adquirida. A seguir, contamos a diferença entre cada uma delas. Confira:

  • Deficiência congênita: é o caso onde a pessoa já nasce com a deficiência em questão, independentemente do tipo que seja;
  • Deficiência adquirida: diferentemente da citada acima, neste caso, a pessoa adquire a deficiência por quaisquer motivos.

Porém, é preciso ter em mente que é possível viver uma vida com qualidade e chegar à terceira idade com saúde convivendo com quaisquer deficiências. Para isso são necessários alguns cuidados específicos. Para saber sobre eles, é necessário entender cada tipo de deficiência e quais cuidados pedem.

Deficiência física: o que é, quais são e quais os cuidados necessários

Também conhecida como deficiência motora, ela se caracteriza como uma limitação do funcionamento parcial ou completo de quaisquer partes do corpo humano - como os membros inferiores ou a coluna vertebral. A deficiência física pode ser congênita ou adquirida ao longo da vida. Confira alguns exemplos de deficiência físicas:

  • Paraplegia;
  • Monoplegia;
  • Tetraplegia;
  • Hemiplegia;
  • Amputação;
  • Paralisia cerebral;
  • Ostomia.

Para pessoas com deficiências físicas, principalmente no caso dos idosos, é necessário que haja um atendimento multiprofissional focado nas particularidades daquele paciente. Dessa forma, é importante haver acompanhamento médico constante, assim como o fisiopapêutico. Em alguns casos, ainda, é preciso da ajuda de um cuidador especializado para o dia a dia do idoso.

Deficiência mental: o que é e quais os cuidados necessários

A deficiência mental, também conhecida como deficiência intelectual, se caracteriza por qualquer limitação na habilidade mental de forma geral. Ela pode estar ligada à inteligência, raciocínio e diversos outros âmbitos da mente. Há a necessidade de destacar, ainda, que a deficiência e a doença mental são duas coisas distintas. Conheça alguns exemplos de deficiências mentais.

As deficiências intelectuais podem afetar a comunicação, habilidades sociais, independência, lazer, trabalho e até a segurança do idoso. Por isso, para o tratamento de pacientes acometidos com essas limitações, além do acompanhamento médico, faz-se necessário o acompanhamento terapêutico e auxílio diário dado por alguns familiares ou cuidadores.

Deficiência visual: o que é e quais os cuidados necessários

A deficiência visual é uma das mais conhecidas. Ela se caracteriza como a degeneração e perda da acuidade visual que pode, inclusive, levar à cegueira. Aqui em nosso blog, temos um artigo completo contando tudo sobre os problemas de visão e quais podem levar à perda da visão. Clique no link a seguir e confira: Problemas de visão: quais podem levar à cegueira?

Deficiência auditiva: o que é e quais os cuidados necessários

Assim como a deficiência visual, a deficiência auditiva também é muito conhecida pela maioria das pessoas. No caso dela, há uma perda da capacidade da audição, que pode afetar a comunicação do idoso. Aqui em nosso blog, também temos um conteúdo voltado especificamente para os motivos que causam a surdez e como tratar o problema. Confira: O que causa surdez: cuidados durante a terceira idade.

Conheça o NAI MedSênior

O Núcleo de Autonomia e Independência da MedSênior (NAI) submete o idoso a diversas atividades que, assim como o próprio nome já diz, visam garantir maior autonomia para o mesmo - desta forma, pode ser indicado para idosos com deficiência. Contudo, para aproveitar este serviço é necessário ser beneficiário MedSênior e, claro, da indicação do seu médico. Clique aqui e contrate o MedSênior agora mesmo!
foto