Notícias - MedSênior

Exercícios adequados para a Geração+ realizar em casa


Nesse período de distanciamento físico a rotina foi afetada em diversos pontos. As atividades físicas ao ar livre estão entre eles - precisaram ser adaptadas para dentro de casa. Com esse novo cenário, tornou-se ainda mais necessário se atentar aos exercícios, para evitar o sedentarismo. Pensando nisso, nós, do blog da MedSênior, preparamos um conteúdo especial sobre esse assunto.
 
O que devo fazer para começar a me exercitar em casa?
 
Antes de praticar qualquer atividade física é preciso estar atento a algumas orientações, listamos algumas:
 
  1. A escolha do local
Escolha um local limpo e arejado para a prática, sem a presença de obstáculos como tapetes, a fim de evitar quedas e ter um melhor desenvolvimento nos exercícios.
 
  1. Não abandone seus tratamentos
Caso faça uso de remédios periodicamente, não deixe de tomá-los. Pois os exercícios físicos não substituem outros tratamentos.
 
  1. A importância do pré e pós-treino
Faça uma alimentação adequada antes e depois das atividades. Isso fará com que seu desempenho seja melhor durante a execução dos movimentos.
 
  1. A hidratação deve ser aliada
Sempre beba água durante os intervalos, a hidratação é importante para que os efeitos dos exercícios sejam positivos e o cérebro continue oxigenado durante as atividades.
 
  1. Aumente os desafios gradativamente
É preciso ir com calma e aumentar a dificuldade das atividades a cada uma ou duas semanas. Dessa forma, a musculatura irá evoluir e trará resultados mais eficientes.
 
Quais exercícios praticar em casa com segurança?
 
Para que as atividades físicas tenham um resultado positivo e não afetem a sua saúde muscular e óssea, é preciso optar pelos exercícios adequados e que não exijam esforços exagerados. Por isso, separamos alguns exercícios que você pode praticar em casa e com segurança.
 
Alongamento
Antes de iniciar um exercício e logo após terminá-lo, é preciso fazer o alongamento. No período de 10 minutos e com os movimentos corretos, alongar-se pode ajudar na flexibilidade dos membros e evitar lesões dos músculos.
 
Marcha sem sair do lugar
A caminhada é uma ótima opção, no período de 20 a 30 minutos por dia são suficientes. Mas para que essa atividade seja adaptada e praticada em casa, opte pela marcha estacionária, ou seja, a marcha sem sair do lugar. É preciso elevar os joelhos até a altura da cintura e manter sempre a postura ereta.
 
Fortalecendo as panturrilhas
Para exercitar as panturrilhas o mais indicado é utilizar o peso do próprio corpo e, com as mãos apoiadas na parede, erguer os calcanhares do chão e depois retorná-los.
 
Erguendo as pontas dos pés
Sentado em uma cadeira mantendo a postura ereta, toque o chão com os joelhos dobrados e retire as pontas dos pés, deixando apenas o calcanhar em contato com o solo. Esse exercício é indicado principalmente para pessoas que passam muito tempo deitadas.
 
Sentar e estender os joelhos
Para essa atividade é necessário fazer uso de uma cadeira com braços e sem rodinhas. Basta se sentar e tirar os dois pés do chão ao mesmo tempo, a fim de esticar e estender os joelhos. Para incrementar o exercício, é possível se levantar, sentar-se e repetir o movimento de extensão das pernas.
 
Bola de meia
Esse exercício ajuda fortalecer os músculos da mão e articulações dos dedos. É preciso apenas fazer uma bola de meia ou utilizar uma bola de tênis que caiba na mão e, então, aperte e solte o objeto para que os músculos se movam e exprimam força sobre a bola.
 
#DicaDaMedSênior: para que o momento da prática de exercícios seja ainda mais prazeroso, opte por colocar uma música animada para tocar. Assim, você entrará no ritmo e as atividades, mesmo realizadas em casa, serão mais divertidas.
 
Geração + movimentada e informada
 
Aqui no blog da MedSênior você encontra muitos outros conteúdos para se manter bem informado. Veja os posts!
 
Dia Nacional da Saúde: entenda o porquê desta data
 
Dicas para cuidar da saúde mental durante a quarentena
foto