Central de Atendimento: 4007-2001 Pronto Atendimento Virtual: 0800 0800 551 SAC: 0800 605 5505 ES | MG | PR | DF | RS | RJ | SP

Notícias - MedSênior

Saúde mental na terceira idade: o que você precisa saber


Saúde mental é coisa séria e os cuidados também se aplicam aos idosos. De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde de 2019, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 13% da população entre os 60 e 64 anos de idade sofre de um dos problemas de saúde mental: a depressão. Portanto, a saúde mental na terceira idade é um tema extremamente importante. 
 

Convidamos você a continuar a leitura e entender melhor sobre os problemas de saúde mental e como preveni-los.  
 

 Saúde mental também é bem envelhecer 

A saúde mental é um estado de bem-estar que permite ao indivíduo desenvolver habilidades pessoais e enfrentar os desafios da vida, como define a Organização Mundial da Saúde (OMS). Ela depende de fatores psicológicos, biológicos e sociais, incluindo saúde física, apoio social e condições de vida.  

A terceira idade é marcada por um ciclo natural de mudanças físicas e sociais, portanto, exige atenção especial à saúde mental. Segundo a OMS, o bem-estar mental na terceira idade é crucial para a qualidade de vida. 

A manutenção da saúde mental está ligada a um melhor funcionamento cognitivo, maior autonomia e uma vida social ativa, aspectos fundamentais para um envelhecimento saudável. 

 
Principais problemas de saúde mental na terceira idade 

Os principais problemas de saúde mental na terceira idade incluem depressão, ansiedade, síndrome do pânico e bipolaridade, condições que podem impactar significativamente a qualidade de vida dos idosos. Saiba mais sobre cada um: 

- Depressão: sentimento de tristeza profunda, desânimo e perda de interesse em atividades, podendo levar ao isolamento social e negligência da saúde física.

 

- Ansiedade: preocupação excessiva e persistente, acompanhada de sintomas físicos como tremores, sudorese e palpitações, podendo interferir na vida cotidiana. 

 

- Síndrome do pânico: episódios repentinos de medo intenso, acompanhados por sintomas físicos e cognitivos graves, como falta de ar, tontura e sensação de morte iminente.

 

​- Bipolaridade: alternância entre episódios de mania (humor elevado, euforia e agitação) e depressão, podendo afetar o sono, o julgamento e o comportamento social.  
 

Como prevenir transtornos mentais em idosos 

Cuidar da saúde mental na terceira idade vai além da ausência de doenças. É sobre promover o bem-estar emocional e estimular a cognição. Isso se traduz em: 

- Manter uma vida social ativa: participar de grupos de idosos, realizar atividades em comunidade e manter contato com familiares e amigos são essenciais para combater o isolamento social e promover o bem-estar mental. 
 

 - Praticar atividade física: a atividade física regular, além de beneficiar o corpo, contribui para a saúde mental, reduzindo o estresse e a ansiedade e melhorando o humor. Procure um médico e orientação de um profissional de educação física antes de iniciar. 

 

 - Buscar ajuda profissional: se necessário, um psicólogo ou psiquiatra pode auxiliar no tratamento de transtornos mentais e na promoção da saúde mental do idoso. 

 

Roni Mukamal, superintendente de Medicina Preventiva da MedSênior, reforça que é preciso um olhar cuidadoso sobre a questão, pois sintomas pouco atípicos também podem indicar problemas de saúde mental.  
 

“É preciso ainda mais cuidado ao observar sintomas nem sempre tão óbvios como isolamento social , perda de apetite, irregularidades no sono, desânimo para realizar atividades antes vistas como prazerosas e mudanças emocionais não comuns, com sinais claros de tristeza e irritabilidade devem ser considerados.”  
 

É essencial que a saúde mental na terceira idade seja cuidadosamente monitorada e promovida para garantir um Bem Envelhecer e uma boa qualidade de vida. Ao buscar ajuda profissional quando necessário, podemos prevenir e tratar transtornos mentais comuns entre idosos.  
 
 

Leia também 

foto